Yippee Ki Yay Mo - John 6:27

Live Free or Die Hard[ou DieHard 4.0(ou ainda Duro de Matar 4.0)] é, até o momento, o blockbuster do ano.
Nada de Transformers ou Harry Potter(apesar de não ter visto ainda), o negocio é John McClane.
O cara é bom, brutal, simples e direto.
E os dialogos... super bons.

Não bastando a presença do McClane, ainda tem o nerdmaster(segundo o Judão) Kevin Smith, que eu conheço apenas pelo trabalho na revista do Demolidor, algo sensacional, fora de série..., interpretando basicamente ele mesmo, ou seja, um nerd, Justin Long(gosto dele desde os tempos de Ed) como um hacker e a filha do McClane(wub), interpretado pela Mary Elizabeth Winstead(sinto que me apaixonei por ela...), tão doce mas tão McClane ao mesmo tempo.

O filme é pau dentro(como diria o tio Dede), sem enrolações nem historinhas de amor adolescente.

Olha bem o que o sr. Willis fala sobre as cenas do filme:
E a única cena de CGI no filme foi com o F-35, que é uma versão do Harrier Jet, que pode parar no ar e se mover lateralmente. [Só usamos CGI] porque há alguma regra sobre não usar um jato grande nas ruas do centro de Washington.
Leu bem?
Eu confesso ter ficado receoso devido a censura do filme, pois a imprensa noticiou que cortaram algumas partes, etc etc, mas não fez diferença. O filme é bom, ponto final.

Veja o trailer e corra pro cinema! ;)

Um comentário:

thabata disse...

é. eu quero ver esse filme.